sexta-feira, 15 de março de 2019

Antes de conhecer as causas do acidente do avião 737 MAX da Ethiopian Airlines, a fabricante americana Boeing se apressa em encontrar uma modificação para o sistema de estabilização deste modelo, que poderia estar envolvido em dois acidentes em cinco meses.
Espera-se que em cerca de 10 dias a fabricante modifique o sistema de estabilização MCAS dos aviões 737 MAX 8, apontado como responsável pelo acidente com este modelo da Lion Air que deixou 189 mortos, indicaram nesta sexta fontes próximas à investigação.
As fontes advertiram que ainda não se sabe a causa do acidente fatal de uma aeronave da Ethiopian Airlines também equipada com o Maneuvering Characteristics Augmentation System (MCAS), no fim de semana passado.
A fabricante americana começou a trabalhar em uma solução para o sistema MCAS após o acidente da Lion Air, disse uma das fontes à AFP. A modificação está próxima da conclusão e levaria apenas duas horas para ser aplicada.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial